Câmara Suíça de Comércio realiza evento para discutir destaques do Fórum Mundial da Água

No dia 20 de Abril, às 8h30, a Câmara Suíça de Comércio receberá o Biólogo Glauco Kimura de Freitas para comentar sobre as principais conclusões do 8o Fórum e a relação das mesmas com as empresas. A organização deste evento é do Comitê de Sustentabilidade da Câmara, coordenado pelo Instituto Ekos Brasil.

Durante os dias 18 a 23 de março de 2018, ocorreu no Brasil, em Brasília, o 8º Fórum Mundial da Água.

O Fórum Mundial é organizado pelo Conselho Mundial da Água (World Water Council - WWC), uma organização internacional que reúne todos os interessados no tema água. Este evento foi criado em 1996 e ocorre a cada 3 anos. Suas edições anteriores foram no Marrocos (1997), Holanda (2000), Japão (2003), México (2006), Turquia (2009), França (2012) e Coreia do Sul (2015).

A edição do Fórum no Brasil foi a maior da história do evento, que recepcionou em sete dias mais de 120 mil pessoas de 172 países.

Estiveram presentes chefes de Estado e representantes de governos, organismos internacionais como a Organização das Nações Unidas (ONU) e suas agências, a União Europeia, Banco Mundial, BID, CPLP, OCDE entre outros.

O Tema do 8o Fórum Mundial da Água deste ano foi "Compartilhando Água". Como legado o evento deixou vários manifestos como: "Manifesto dos Parlamentares", o "Chamado urgente para uma ação decisiva sobre a água", o "Chamado para a Ação de Governos Locais e Regionais sobre Água e Saneamento de Brasília", a "Declaração de Sustentabilidade", e "Carta de Brasília", que registrou a participação do Poder Judiciário, inovação desta edição.

Estes manifestos têm o objetivo de, em acordo com a esfera de atuação de cada grupo de representantes que os redigiram, chamar a atenção para a importância da água e para os cuidados que temos, ou não temos com ela.

Todas os manifestos têm em comum a busca por um futuro melhor e mais sustentável, no qual todas as pessoas terão acesso à água e saneamento, e em que a água seja usada e gerida de forma a assegurar-se um ambiente saudável e sustentável para as gerações futuras.

Importante apontar que o Fórum Mundial da Água é um evento não vinculante, ou seja, apesar de ter apoio de governos e da própria ONU e suas agências, é um evento privado, cujos resultados são importantes recomendações a toda a sociedade, mas para as quais inexiste obrigação dos países, empresas, etc. em cumpri-las.

No entanto, dada sua dimensão, os resultados das discussões e os documentos que do Fórum emanam são no mínimo indicadores das tendências futuras relacionadas a esse precioso bem da humanidade.

O 8º Fórum Mundial da Água foi organizado no Brasil pelo Conselho Mundial da Água (WWC), pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA/ANA), Governo do Distrito Federal (GDF/ADASA) e a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).