Ecomudança 2017: projeto levará empoderamento e autonomia para mulheres agricultoras no interior de Minas Gerais

O projeto Ecomudança 2017, uma parceria entre o Itaú e o Instituto Ekos Brasil, contemplou 9 projetos nessa edição.

Conheça mais um vencedor!

#03 Mulheres construindo a agroecologia e a autonomia – Águas Formosas/MG

Em Águas Formosas, município de Minas Gerais, a situação é bem parecida com a de quase todos os municípios do Brasil: a mulher representa um papel importante na sociedade, mas ainda tem muito o que avançar no empoderamento, autonomia e reconhecimento feminino.

A fim levar mais qualidade de vida e um incremento de renda para as famílias em situação de vulnerabilidade em Águas Formosas, o Ecomudança escolheu apoiar o projeto da Associação Vale Viver de Promoção Social, que promove a autonomia econômica das mulheres visando a igualdade de gênero com um método simples de agroecologia, o Sistema PAIS.

A Produção Agrícola Integrada e Sustentável (PAIS) alia a produção animal com a produção vegetal utilizando um sistema agroecológico que preserva o solo e as fontes de água.

Esse sistema, na prática, possui um formato de mandala, com um galinheiro no meio cercado por canteiros para a horticultura e cisternas para captação da água da chuva, seja para irrigação dos canteiros como para consumo residencial.

Com esse método, as mulheres serão organizadas em grupos para cuidar de cada PAIS, sete ao todo, e poderão comercializar os alimentos produzidos, incrementando a renda da família em até 50%.

Além disso, as mulheres receberão oficinas de captação em gestão, beneficiamento e comercialização de produtos, capacitação sobre o sistema PAIS, e participarão de grupos sobre igualdade de gênero, empoderamento feminino e políticas públicas para mulheres.

É a força do #GirlPower crescendo na agricultura!

Ah, e o meio ambiente também ganha com a redução de cerca de 10 tCO2e de gases poluentes por ano.