Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / Inventário de Gases de Efeito Estufa do município de São Paulo
Inventário de Gases de Efeito Estufa do município de São Paulo

São Paulo teve como meta para 2012 a redução de 30% das emissões dos gases de efeito estufa medidas no inventário de GEE de 2003. O inventário é parte da política municipal de combate às mudanças climáticas e é importante para o conhecimento detalhado das fontes de emissão, seu monitoramente e o planejamento de políticas de redução das emissões municipais destes gases, e deve ser atualizado constantemente.

O EKOS BRASIL elaborou o novo inventário de emissões e remoções antrópicas de gases de efeito estufa do Município de São Paulo.

• Objetivo: O novo inventário mostra a evolução das emissões do município permitindo o monitoramento da política de mudanças climáticas.

• Atividades: A metodologia básica a ser utilizada para o novo inventário é aquela aprovada pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) da Organização das Nações Unidas, o que permitirá comparação dos resultados com outras cidades do mundo.

• Parceiros: Os trabalhos foram financiados pelo Banco Mundial a favor da Secretaria do Verde do Município da Prefeitura de São Paulo; contaram também com a participação da Geoklock e de professores do Instituto Astronômico e Geofísico e da Escola Politécnica da USP.

• Resultados: Além de diversos dados e análises, o estudo contribuiu para o desenvolvimento de estratégias de redução de gases de efeito estufa no município. O que se verificou neste período em São Paulo foi um aumento de emissões. Para que a cidade cumpra com a legislação em vigor, serão necessários esforços no sentido de reduzir os impactos causados fundamentalmente pelo setor Energia, secundado pelo setor Resíduos.