Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / NOTÍCIAS / CDHU VAI INSTALAR 15 MIL ...
CDHU VAI INSTALAR 15 MIL AQUECEDORES SOLARES EM NOVOS CONJUNTOS HABITACIONAIS

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) assinou acordo com seis empresas fabricantes de aquecedores solares para fornecimento de 15 mil kits do equipamento. Eles serão instalados em casas que estão sendo construídas em diversos municípios do Estado. Desde 2007, a CDHU incluiu o item nos projetos de moradias de interesse social com o objetivo de reduzir as despesas dos mutuários com a conta de luz, economizar energia, principalmente nos horários de pico, e contribuir com a sustentabilidade ambiental.

Para permitir a instalação dos aquecedores, a CDHU adaptou os projetos de seus modelos de casa.  “Hoje é o coroamento de um projeto pioneiro que começou lá trás. Não dá para pôr em prática um programa deste porte sem planejamento. É o maior programa de eficiência energética deste tipo, em larga escala, no país”, disse o secretário de Estado de Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl.
 
Em março, a Companhia realizou processo de licitação, na modalidade pregão, que selecionou seis empresas para fornecer os equipamentos para as regiões de Presidente Prudente (2.631 unidades), Campinas (2.423), Araraquara e Ribeirão Preto (2.191), Baixada Santista, Vale do Paraíba e Sorocaba (2.494), Bauru e Marília (2.979), Araçatuba e São José do Rio Preto (2.312 unidades). A concorrência originou uma “Ata de Registro de Preço” que poderá ser utilizada pelas prefeituras conveniadas com a CDHU para a construção de moradias pelo Programa Parceria com Municípios.
 
O presidente do departamento de aquecimento solar da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento, (Abrava), Carlos Artur Alencar, disse que o aspecto social da iniciativa é um dos grandes diferenciais do projeto paulista. “Até agora, a população com baixa renda não tinha acesso a esse tipo de tecnologia. A CDHU não está só beneficiando a população com economia na conta de luz, mas também com a instituição de uma cultura de sustentabilidade energética”, diz Alencar.
O gestor de Eficiência Energética da CDHU, Eduardo Baldacci, diz que a economia na conta de luz do morador com a instalação dos kits de aquecimento solar, estimada em cerca de 30%, reduzirá também a demanda por energia elétrica nos horários de pico, contribuindo diretamente com a preservação do meio ambiente. “Além de reduzir a conta de luz do usuário, a CDHU está contribuindo para reduzir a necessidade de instalação de novas usinas, impedindo as inundações e o impacto ambiental causados pelas hidroelétricas, bem como a queima de combustíveis fósseis e a poluição, no caso da termoelétricas. Além disso, o dinheiro economizado pelos usuários vai movimentar e ‘aquecer’ a economia local”, diz Baldacci.
 
 

05/2009

< voltar às notícias