Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / NOTÍCIAS / CONVERSANDO SOBRE REDD
CONVERSANDO SOBRE REDD

O desmatamento é responsável por aproximadamente 20% das emissões globais de gases de efeito estufa e, no âmbito da Convenção do Clima, os projetos REDD aparecem como esperança de mitigação das mudanças climáticas por meio da redução do desmatamento.

No entanto estamos longe de um consenso sobre os mecanismos de funcionamento destes projetos e diversas questões estão em pauta:
  • Deveria o REDD ser implantado apenas com fundos voluntários que não valham créditos comercializáveis, conforme defendido pelo governo brasileiro sob o argumentando que um mercado para o desmatamento evitado livraria os países ricos de reduções domésticas pela oferta de créditos florestais baratos? 
  • Criaria o REDD um mecanismo perverso premiando os que desmatam (como o Mato Grosso, por exemplo) e deixando à míngua aqueles que preservam suas matas (como o Amazonas)?
  • Como tem sido até agora o desenvolvimento de projetos REDD para o MDL e os mercados voluntários e quais são as previsões para o futuro? Quais são as barreiras políticas e metodológicas para apoiar projetos REDD nos mercados de carbono?
     
  • Como podem ser superados os entraves colocados pela questão fundiária na Amazônia?
     
  • Como plantações de madeiras de lei, manejo sustentável de florestas e REDD podem levar à conservação das florestas virgens?
     
  • Quem são os típicos investidores em manejo florestal, madeira de lei e projetos REDD? Quem investirá nestes projetos no futuro?

O Ekos Brasil proporcionou uma conversa informal e detalhada sobre estas e outras questões com os especialistas Joachim Sell, Regional Manager Latin America and Head of Forestry and Biofuels da FirstClimate, Roberto Smeraldi, Diretor Executivo da ONG Amigos da Terra Amazônia Brasileira, Ana Cristina Moeri, Senior Project Manager and Forestry Expert da First Climate, e Divaldo Rezende Managing Director da CantorCO2. Alguns dos palestrantes falarão em inglês.

O encontro aconteceu no dia 1º de outubro de 2009 das 14:00 às 16:00 horas no auditório do Instituto Ekos Brasil e reuniu cerca de 30 pessoas.

 
 

10/2009

< voltar às notícias