Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / NOTÍCIAS / DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA ...
DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA FOI 7,3% MAIOR DO QUE PROJETADO EM NOVEMBRO, APONTA INPE

da Folha Online

O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) concluiu o levantamento do desmatamento na Amazônia Legal para o período 2007-2008 realizado pelo Prodes (Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal), no período compreendido entre agosto de 2007 e julho de 2008. Segundo os dados obtidos, a área desmatada totaliza 12.911 km2.

O resultado foi obtido a partir da análise total de 334 imagens de satélites, e divulgado na terça-feira (4).

Em novembro de 2008, o Inpe havia divulgado um número preliminar, que apontava o desmatamento em 11.968 km2 --o dado divulgado ontem aponta um aumento de 7,3% em relação à projeção anterior. Segundo o instituto, o dado consolidado está dentro da margem de erro, cujo índice é 10%.

  Inpe  
Gráfico do Inpe aponta a variação do desmatamento na Amazônia Legal; número foi 12% maior que o período anterior
Gráfico do Inpe aponta a variação do desmatamento na Amazônia Legal; número foi 12% maior que o período anterior

No entanto, os dados relativos ao período representam um aumento de 12% em relação à medição do mesmo período anterior.

Os Estados que apresentam taxas altas de desmatamento em 2008 são Pará e Mato Grosso, que juntos representam 69% do desmatamento na Amazônia, com 43,4% e 25,2%, respectivamente.

O Pará tem apresentado taxas de desmatamento altas e relativamente constantes desde 2005. O Mato Grosso, que reduziu sucessivamente suas taxas de desmatamento entre os anos de 2004 e 2007, apresentou um aumento de 22% em relação a 2007.

No Estado do Maranhão foi registrado em 2008 um aumento de 108% em relação à taxa de desmatamento de 2007. Com este aumento, o Maranhão atingiu taxa de desmatamento superior à de Rondônia que apresentou em 2008 --uma redução de 29% em relação a 2007.


08/2009

< voltar às notícias