Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / NOTÍCIAS / EKOS BRASIL E BAKER TILLY...
EKOS BRASIL E BAKER TILLY TRABALHAM EM PLANO DE NEGÓCIO PARA ECOTURISMO NA CANTAREIRA

O Ekos Brasil esta trabalhando em conjunto com a Baker Tilly Brasil para desenvolver um Plano de Negócios para o Parque Estadual da Cantareira, em uma iniciativa do WWF-Brasil e da Fundação Florestal com recursos do HSBC.
 
O projeto tem como objetivo apresentar oportunidades de terceirização de atividades e serviços voltados à visitação pública, e suas ações visam apoiar a implantação de um modelo de excelência em gestão do uso público com foco no ecoturismo e turismo de aventura.
 
O potencial dessa área para a atividade turística é indiscutivelmente relevante. Inserido dentro da região metropolitana de São Paulo, o Parque Estadual da Cantareira protege uma das maiores florestas tropicais nativas do mundo em regiões urbanas. São Paulo é apontada como a capital brasileira mais bem estruturada para receber turistas, além de ser o maior portão de entrada de turistas internacionais do Brasil.
 
Além disso, as atividades de lazer na cidade de São Paulo estão associadas em sua maioria aos setores culturais, gastronômicos, grandes eventos e parques urbanos para atividades esportivas e recreacionais. Nos finais de semana grande parte da população busca locais mais tranqüilos e as alternativas no ambiente natural são pouco difundidas.
 
A possibilidade da terceirização de atividades e serviços no Parque Estadual da Cantareira amplia a oportunidade de disponibilizar atividades ao ar livre, oferecendo serviços e atendimento de maior qualidade, além de contribuir com a melhoria de infra-estrutura. A terceirização pode também ampliar o fluxo e a permanência de turistas na área do Parque, aumentando consequentemente sua arrecadação e o índice de satisfação do visitante.
 
Diante da falta de recursos públicos suficientes para o cumprimento de suas finalidades básicas de conservação dos ecossistemas naturais, investimentos de capital privado configuram-se como um mecanismo eficaz que oferece vantagens para ambas as partes.
 
A meta maior é que o Parque Estadual da Cantareira se torne referência e possa orientar o estabelecimento de diretrizes para terceirização de serviços no Estado, possibilitando que as unidades de conservação possam impulsionar o desenvolvimento do ecoturismo e do uso público.
 
Nesse projeto serão contempladas etapas de diagnóstico, planejamento, bem como a elaboração de estudos adequados e inter-relacionados com plano de negócios, que facilitem a administração e implantação de atividades de visitação pública.
 
“Para o Ekos Brasil, este projeto incentiva o engajamento da iniciativa privada e de órgãos governamentais em ações conjuntas para a promoção do ecoturismo nas unidades de conservação”, diz Anna Julia Passold, coordenadora de projetos do Instituto.
 

03/2010

< voltar às notícias