Busca
Português|English
HOME|Mapa do site|Versão Impressão
Foto: Araquém Alcântara
HOME
QUEM SOMOS
UNIDADES CONSERVAÇÃO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
ENERGIA RENOVÁVEL
REMEDIAÇÃO
INVESTIMENTOS IMPACTO
PROJETOS
NOTÍCIAS
FALE CONOSCO
TRABALHE CONOSCO
INSTITUTO EKOS BRASIL
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550, cj. 1208
04711-130 - São Paulo - SP
Tel +55 11 5505-6371
Tel +55 11 3589-1502
INSTITUTO EKOS BRASIL / NOTÍCIAS / TRABALHO QUER ESTUDAR SIS...
Trabalho quer estudar sistema do Rio João Rodrigues

 Portal da Prefeitura de São Desidério
www.saodesiderio.ba.gov.br
por Jackeline Bispo

15 de julho de 2011

O Secretário de Meio Ambiente e Turismo de São Desidério Demósthenes Junior e técnicos da secretaria receberam a visita de representantes do Grupo Ecogeo de São Paulo que objetiva estudar o sistema do Rio João Rodrigues desde sua nascente até a foz, no Rio São Desidério.

Formular um banco de dados completo é a meta do trabalho que está previsto para durar um ano. Na reunião realizada quarta-feira, 13, o grupo recebeu consentimento para iniciar as pesquisas e ouviu sugestões com base em estudos já realizados na área.

Alguns dos principais pontos turísticos de São Desidério fazem parte do percurso a ser estudado. O Rio João Rodrigues é um importante recurso hídrico e turístico do município. Ele compõe o conjunto natural do Parque Municipal da Lagoa Azul, do Sumidouro e do Buraco do Inferno.

Segundo o geólogo do Grupo Ecogeo, Ricardo Fraga, muito se houve falar sobre as potencialidades da região de São Desidério, por isso o local foi escolhido para pesquisa. “Esse trabalho pode ajudar na qualidade do turismo e nas propostas de conservação e uso, por meio de políticas de proteção”, explica Fraga.

O grupo completo é formado por cerca de 20 pesquisadores, ao final do serviço, eles visam fazer uma apresentação dos resultados para a população. “Este trabalho também poderá servir como um instrumento pedagógico dos pontos estudados”, avalia o secretário Demósthenes Junior.

Grupo Ecogeo - Formado por cinco empresas brasileiras atuantes nos setores de consultoria e engenharia ambiental, mudanças climáticas, mercado de carbono e energias renováveis, Geoklock, Bachema, Biosol, Biolatina e a Algae, apóia também o Instituto Ekos Brasil, entidade sem fins lucrativos que atua no planejamento e implantação de unidades de conservação da biodiversidade e na promoção da sustentabilidade de sistemas produtivos. A Ekos Brasil será a responsável pela execução das pesquisas em São Desidério.

 


07/2011

< voltar às notícias