Blockchain e proteção ambiental: 28 aplicações para um futuro próximo

Blockchain já é uma tecnologia bastante conhecida no mercado financeiro, mas de um tempo pra cá vem ganhando destaque por suas aplicações também em outras áreas, inclusive na ambiental.

A tecnologia consiste em uma rede segura de troca de dados por meio de blocos de conteúdo e impressões digitais. É um sistema descentralizado, público e que vem garantindo segurança e eficiência para diversos tipos de transações de dados.

As aplicações da tecnologia na área ambiental já são capazes de melhorar diversos processos existentes de gestão ambiental, seja no gerenciamento de energia e água, nas fontes de captação de recursos sustentáveis, nos mercados de carbono, dentre outros.

Recentemente, a WWK-Austrália e a BCG Digital lançaram a plataforma OpenSC capaz de rastrear o impacto ético e ambiental de produtos e alimentos.

Com base na tecnologia blockchain, a plataforma rastreia toda a cadeia de produção de produtos e alimentos por meio de códigos QR Code. Ao serem escaneados, transmitem dados para a plataforma que informam a origem do produto, como e quando ele foi produzido e também como foi feito o transporte até chegar ao consumidor final.

A ideia é ajudar pessoas e empresas a compreender se os produtos e alimentos que adquirem contribuem com a degradação ambiental e com a injustiça social.

Aqui no Brasil temos o exemplo da PlataformaVerde que controla e rastreia a produção, o transporte e a destinação de resíduos sólidos de uma empresa ou município.

Acompanhar essas informações passo a passo inibe a criação de aterros irregulares, a operação de pontos de descartes viciados, o uso de transportadoras, veículos e destinos não licenciados, entre outras práticas indevidas.

O site da plataforma explica:

Para entender o que ocorre, consideraremos como exemplo o transporte de um resíduo entre uma indústria e um aterro. Na plataforma, essa movimentação é vista como uma informação transacional, que será rastreada, a partir dos manifestos de transporte dos resíduos coletados da unidade geradora e durante todos os processos subsequentes.

As informações relacionadas aos resíduos e o “caminho” que eles percorrem incluem: o tipo de material que foi produzido durante um processo industrial ou comercial, a quantidade, a necessidade de algum tipo de autorização obrigatória, quem são os fornecedores que transportam e destinam o material etc. Todos estes dados são compartilhados com aqueles que participam da operação.

Conheça outras aplicações de Blockchain na área ambiental

O Fórum Econômico Mundial do ano passado divulgou uma série de aplicações promissoras de Blockchain para a área ambiental. Separamos algumas delas, mas você pode conferir o documento completo neste link .

 

Mudanças Climáticas  

Sistema comercial peer-to-peer de energia renovável

Crowdsale para investimentos em energia renovável

Otimização do gerenciamento da cadeia distribuída

Certificados de autenticação de energia renovável.

Registro de dados para logística de transporte otimizada

Redes de entrega baseadas em blockchain

Compartilhamento de veículos peer-to-peer

Sistema de estacionamento inteligente para gestão otimizada da mobilidade

 

Biodiversidade e conservação

Plataforma de dados digital para rastrear espécies e controle de doenças.

Registro de utilização de pesticidas em terras agricultáveis

Sistema incentivado para gestão responsável de resíduos.

Criptomoedas para investimentos em restauração de habitat e preservação de espécies.

Rastreamento de alcance geográfico de espécies ameaçadas

 

Saúde dos oceanos

Monitoramento de atividades ilegais de pesca

Incentivo às iniciativas de reciclagem de plástico dos oceanos

Monitoramento em tempo real da temperatura dos oceanos

Registro descentralizado e de código aberto dos dados dos oceanos

Levantamento de recursos para a conservação da vida marinha

 

Segurança da água

Micropagamentos para doações de hidrômetros

Dados hiperlocalizados para monitoramento da qualidade da água

Sistemas eficientes de tratamento de água

Seguro automatizado para lavouras em período de secas.

 

Ar limpo

Monitoramento local e em tempo real de partículas e NO2

Detecção imediata de vazamentos de substâncias tóxicas

Coleta de dados de poluentes a partir de fontes distribuídas

 

Prevenção de desastres

Sensores descentralizados do clima capazes de gerar alertas automáticos

Plataformas descentralizadas de seguro contra desastres

Gestão dos registros de transações para identificar, verificar e transacionar dados do clima.